quinta-feira, 5 de julho de 2007

O verdadeiro produto original

Numa inúmeras conversas sobre o que fazer se fossemos brindados com um super jackpot do euromilhões ou com o El Gordo, seja viajar ou viver dos rendimentos, alguém se lembrou de dizer que inventaria um produto original para ser comercializado a nível mundial.

Assim, a conversa seguiu esse rumo. Então, passou-se a discutir qual tinha sido o produto mais original que já tinha sido inventado até hoje. Falou-se desde água engarrafada, os post-it, as capinhas de plástico para os atacadores, entre muitos outros produtos, até que se chegou a um verdadeiramente original que muitos de nós sentem, mas não o vêem como tal.

Falou-se da fé e da sua ligação com a religião, seja ela qual for. Independentemente das nossas convicções religiosas, a fé é o maior produto já inventado ou criado. Toda nós a temos e a sentimos.

Se querer ser insultuoso ou desrespeitador para alguém com este assunto, concordo inteiramente com esta visão da fé. Senão vejamos.

Como já referi, todos nós a temos ou a sentimos e quando estamos mais sensíveis suplicamos ou dirigimos as nossas preces a algo ou alguém, que pode ser Deus, Jesus, Nossa Senhora de Fátima, Maomé, Alá, Buda ou qualquer outro ente supremo, que está associado a uma determinada religião, forma de estar na vida ou simplesmente é a nossa simples forma de nos posicionarmos na vida, não só para nós próprios mas também perante os outros.

É um produto que, e por existir desde sempre, não precisa de qualquer plano promocional ou de marketing. Existe, sente-se, transacciona-se, vende-se.

Como tal, é o produto mais original já alguma vez criado.

1 Comments:

At 22:19, Blogger Rafeiro Perfumado said...

Sempre ouvi dizer que em situações de aflição não há ateus...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home